Restaurações Cerâmicas

Por Amilcar Freitas

Nos dias atuais, dentre os materiais mais indicados para a confecção de restaurações dentárias, a cerâmica é o que melhor reúne as características de estética, biocompatibilidade e durabilidade na cavidade bucal. As cerâmicas podem ser usadas tanto para restaurações parciais (lentes de contato dentárias, fragmentos e laminados cerâmicos, inlays/onlays) como para coroas totais, possibilitando a correção de deficiências estéticas do sorriso, alterações de forma dentária (plástica do sorriso), fechamento de diastemas, problemas de dentes desalinhados, dentes com alteração de cor, dentes com textura superficial anormal, restabelecimento da guia de mordida, dentre outras funções mais específicas.

Aliada ao desenvolvimento estético e mecânico das cerâmicas atuais, a evolução das técnicas de adesão das cerâmicas às estruturas dentárias tem tornado possível realizar reconstruções dentárias usando restaurações cerâmicas sem nenhum desgaste dentário (lentes de contato dentárias) assim como as restaurações diretas de resina composta, porém com maior resistência, longevidade e estabilidade de cor. Estas situações para restaurações ultra-conservadoras devem ser minuciosamente planejadas pelo profissional após uma cuidadosa anamnese e exame clínico inicial.

Por outro lado, em situações que apresentem dentes remanescentes com maior grau de destruição e que necessitam de restauração com coroas totais e/ou pontes fixas, encontram-se atualmente disponíveis no mercado cerâmicas à base de zircônia com resistência semelhante às tradicionais coroas metalocerâmicas (restaurações com infra-estrutura metálica), porém com melhores possibilidades estéticas. Isso porque as restaurações metalocerâmicas podem ocasionar manchamento (de cor cinza) na região gengival, condição indesejável do ponto de vista estético.

Se você tem interesse em melhorar a estética do seu sorriso, repor seus dentes perdidos ou substituir restaurações insatisfatórias por novas mais resistentes e/ou estéticas, entre em contato comigo ou agende sua consulta.

REFERÊNCIAS

1. Kina S, Bruguera A. Invisível – Restaurações Estéticas Cerâmicas. 2ª ed. Maringá: Dental Press Editora. 2008.
2. Freitas Jr AC, Rocha EP, Santos PH, et al. Stress distribution in ceramic restorations over natural tooth using finite element analysis. Lithium disilicate X aluminum oxide material. International Journal of Clinical Dentistry. v. 4, p. 43-55, 2011.
3. Rocha EP, Anchieta RB, Freitas AC Jr, et al. Mechanical behavior of ceramic veneer in zirconia-based restorations: A 3-dimensional finite element analysis using microcomputed tomography data. The Journal of Prosthetic Dentistry. v. 105, p. 14-20, 2011.
4. Bottino MA, Faria R, Valandro LF. Percepção – Estética em próteses livres de metal em dentes naturais e implantes. São Paulo: Artes Médicas, 2009.

voltar